O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

terça-feira, 24 de março de 2020

Morre poeta paraibano Valdir Teles

Nascido no município de Livramento, no Cariri paraibano, morreu neste domingo, 22 de março, o poeta Valdir Teles, um dos maiores repentistas do Brasil.

Ele tinha 64 anos de idade.

A causa da morte ainda é desconhecida.

O falecimento do cantador foi anunciado pela filha, a advogada Mariana Teles, por meio de seu perfil do Facebook.

– Meu pai é o grande amor da minha vida, jamais vou permitir conjugar qualquer verbo em relação a ele no passado. Meu pai é antes de qualquer outra coisa um cidadão de bem, um pai abnegado, um amigo dos amigos. Sua história na cultura popular dispensa qualquer referência. Era um apaixonado pelo verso de improviso, desses que não se via uma semana sem palco ou pé de parede, redutos onde ele construiu o nome e educou com dignidade quatro filhos – assim começou escrevendo a publicação.

Valdir Teles faleceu no Sítio Serrinha, em São José do Egito, no Alto Sertão do Pajeú pernambucano, localidade onde morava desde recém-nascido.

O poeta foi companheiro de artistas como Maciel Melo, Alcymar Monteiro, Chiquinho de Belém, Santana, Flávio José, Flávio Leandro, Galego Aboiador, Nico Batista, Amazan, Bia Marinho, Val Patriota e Raimundo Fagner.

Ele fez ainda dupla com nomes da poesia popular, entre eles, Louro Branco, Ivanildo Vila Nova, Sebastião Dias, Sebastião da Silva, Zé Viola, Geraldo Amâncio e Zé Cardoso.

*com informações do Jornal A União

Nenhum comentário:

Postar um comentário