O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 10 de março de 2021

Estações de pesquisas da Empaer cultivam sorgo forrageiro e milho para ração animal

A produção de forragem para silagem destinada à alimentação suplementar de animais, objeto de pesquisa de melhoramento genético, levou a  Empaer (Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária) a iniciar, nesta semana, a preparação do terreno e o plantio de sorgo e milho nas estações experimentais. A informação é do presidente da empresa, Nivaldo Magalhães.

Estas ações vão permitir que as estações tenham ração em estoque para atender à demanda alimentar dos rebanhos bovinos e caprinos, em período de estiagem prolongada.

Na Estação Experimental Pendência, em Soledade, onde são trabalhadas pesquisas sobre melhoramento genético de caprinos e ovinos, serão 10 hectares de milho e 15 hectares de sorgo forrageiro, com a previsão de colheita de 300 toneladas de forragem.

Os trabalhos de preparo do terreno para o plantio também acontecem na Estão Experimental Alagoinha, no município de Alagoinha, onde serão cultivados 10 hectares de milho e 10 hectares de sorgo, e mais dois hectares de cana-de-açúcar.

Na Estação Benjamim Maranhão, em Tacima, também é executada ação semelhante de pesquisas de melhoramento genético. As máquinas já fazem o preparo para a plantação dessas mesmas culturas.

A Estação João Pessoa, em Umbuzeiro, igualmente, fará o plantio de 10 hectares de milho e sorgo, devendo colher 200 toneladas para silagem. No entanto, ainda aguarda uma maior incidência de chuvas na região para início do plantio, mas já faz preparação do solo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário