O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Projeto Acesso Seguro entra em funcionamento na Comarca de Alagoinha

O Projeto Acesso Seguro encontra-se em funcionamento no Fórum Carlos Martins Beltrão, da Comarca de Alagoinha há uma semana. O Acesso Seguro integra o Planejamento Estratégico do Tribunal de Justiça da Paraíba, com base na Resolução nº 291/2019 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu o Sistema Nacional de Segurança do Poder Judiciário. As próximas comarcas a serem contempladas serão Guarabira, Gurinhém, Solânea e Belém.

O Acesseg ainda está em conformidade com a Resolução nº 11/2017 do TJPB, a qual estabelece normas de segurança para ingresso e permanência de pessoas nas dependências dos prédios da Justiça estadual.

“A instalação do Projeto Acesso Seguro em Alagoinha constitui a continuidade dos esforços da Presidência do Tribunal de Justiça no sentido de fomentar a segurança das atividades do Poder Judiciário”, explicou o juiz auxiliar da Presidência e Coordenador adjunto da Comissão de Segurança, Rodrigo Marques. 


O projeto segue o Plano Nacional de Segurança do CNJ, constituindo expansão de um modelo nacionalmente reconhecido como seguro e eficiente. “Judiciário seguro é sinônimo de Judiciário independente e imparcial, livre de coações e ameaças em prol da total liberdade de decisão, beneficiando, por conseguinte, o jurisdicionado, com a qualificação constante do serviço público prestado”, completou.


De acordo com a gestora do Projeto, juíza Michelini Jatobá, com a reclassificação das bandeiras sanitárias e a conclusão do treinamento virtual, foi retomado o processo de distribuição dos equipamentos nas unidades que ainda não implementaram o Acesso Seguro, disponibilizando todo material necessário para implantação do Projeto. “A partir de agora, o fórum da Comarca de Alagoinha, passa a dispor de ferramentas para controlar o fluxo de acesso dos usuários”, comentou a magistrada. Foram disponibilizados computador, mouse, teclado, webcam, crachás de identificação, mobília (balcão de atendimento, cabine blindada, armário de guarda de armas e caixa de areia).

Para o gerente do Fórum, João Batista, a implantação do Sistema Acesso Seguro traz segurança e tranquilidade aos servidores, advogados e jurisdicionados que frequentam a unidade, além de ser muito prático em seu manuseio. “O sistema é fantástico, é integrado em todo o Estado, e tão bom que quando se insere o CPF do usuário aparece todas as informações. O Tribunal e todos os responsáveis pelo projeto estão de parabéns”, disse o servidor.

“O sistema é de extrema importância para a segurança do Fórum, e estamos, agora, mais tranquilos com o controle imposto pelo Tribunal”, afirmou o juiz José Jackson Guimarães, substituto na Comarca.

Já o coordenador do Projeto, Jardel Rufino, disse que a metodologia implementada no projeto Acesso Seguro, corrobora substancialmente para o aumento na segurança dos que labutam no ambiente forense.


Por Gabriella Guedes/Gecom-TJPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário