O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Presidente nacional do PT quer filiação de Ricardo e se diz aberta a conversar com João


 A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), deputada federal, Gleisi Hoffmann afirmou, na noite desta segunda-feira (2), que o comando da sigla abriu diálogo sobre a filiação do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), considerado “bem-vindo” à legenda.

Em entrevista ao jornalista Wallison Bezerra, no Programa Hora H, da Rede Mais Rádio, direto de Brasília, a petista também abriu portas de diálogo com o governador João Azevêdo (Cidadania) para o palanque de Lula na Paraíba. Hoffman, entretanto, evitou dizer qual será a fórmula do partido para conciliar os interesse dos dois adversários.

Ela lamentou o fato de lideranças do PT na Paraíba serem contra o ingresso de Ricardo e admitiu que o assunto já foi sinalizado por Coutinho em encontro com ela e o ex-presidente Lula.

“E a minha posição e a do presidente Lula é de acolhida. Isso não quer dizer que esteja definida as posições que vamos tomar em 2022. Mas ter Ricardo no PT, com certeza, é muito importante para nós. Nossa posição é favorável. Seria importante ter Ricardo Coutinho em nossas fileiras”, frisou.

Aliança com João Azevêdo

Durante a entrevista, a dirigente partidária não descartou a manutenção de aliança com o governador João Azevêdo (Cidadania ), ex-aliado de Ricardo Coutinho. Ela lembrou que o PT participa de uma secretaria do governo estadual e, mesmo isso não sendo motivo para uma vinculação ao projeto de João Azevedo, o partido está “aberto a conversar” com o chefe do Poder Executivo estadual.

“Não tem problemas de dialogar com o governador João Azevêdo”, enfatizou.

Ainda sobre a Paraíba, a parlamentar disse acreditar em coesão da legenda e espera que racha semelhante ao de 2020 em João Pessoa não se repita em 2022. Gleisi adiantou que na próxima executiva do PT será reconstruída a comissão provisória na Capital paraibana.

MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário