O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Roberto Paulino nega especulações sobre disposição de entregar cargo no Governo do Estado


 O secretário-chefe de Estado do Governo (Casa Civil), Roberto Paulino (MDB), negou no final da tarde deste domingo (10), que esteja planejando deixar o cargo que ocupa atualmente no Palácio da Redenção, desde o final do mês de julho deste ano, por causa da situação desconfortável para seu próprio partido, gerada por desentendimentos entre a esposa do senador Veneziano Vital do Rego (MDB), secretária estadual Ana Cláudia e o Cerimonial do Governo, durante visita do governador João Azevedo (Cidadania) à Campina Grande, ocorrida durante uma solenidade realizada na sexta-feira.

A advogada Ana Cláudia Oliveira da Nóbrega Vital do Rego, ex-candidata a prefeita de Campina Grande nas eleições de 2020, foi nomeada pelo governador da Paraíba, João Azevedo, como secretária de Estado do Desenvolvimento e da Articulação Municipal no final do ano passado. Já Paulino, substituiu Ronaldo Guerra, chefe de Gabinete do Governador, que também respondia cumulativamente pelo cargo de secretário chefe do Governo, até a metade deste ano.

Vice-governador da Paraíba na gestão de José Maranhão (reeleição) que se iniciou em 1999, Paulino assumiu o governo quando o titular renunciou, em 2002, para entrar na disputa pelo mandato de senador. Na ocasião, o então gestor foi indicado candidato pelo PMDB ao governo da Paraíba, mas não conseguiu se eleger.

Roberto Paulino também foi prefeito de Guarabira por dois mandatos, deputado estadual e federal. Em 2020, disputou novamente a Prefeitura de Guarabira, mas também não saiu vitorioso do pleito municipal. Há três meses foi convidado pelo governador João Azevedo para assumir o cargo de secretário-chefe da Casa Civil.

Andeson Soares


Nenhum comentário:

Postar um comentário