O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

NUMOL CONFIRMA: universitário de CG foi estrangulado, mas morreu após respirar fumaça de incêndio em carro


 As informações foram confirmadas pela direção do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Campina Grande.

Segundo Márcio Leandro, inicialmente os criminosos tentaram matar Daniel Vitor Cavalcanti Brito, de 21 anos, por estrangulamento, mas só conseguiram deixa-lo inconsciente. “A perícia mostrou que foi usado algum tipo de instrumento como corda ou fio, mas isso não tirou a vida do rapaz. Ele ficou inconsciente, mas o que o matou mesmo foi o fato dele passar muito tempo inalando a fumaça tóxica oriunda do fogo que foi colocado no estofado do carro” destacou.

O Numol também confirmou que o rapaz foi morto por volta das 21h da última segunda-feira (27).

Daniel, que era estudante de engenharia mas fazia bicos como motorista de aplicativo, foi encontrado morto dentro do veículo que conduzia no bairro Bodocongó III. O carro estava em chamas quando os moradores da Rua Valéria dos Anjos, saíram de casa para tentar apagar o fogo.

O veículo, com placas do Rio Grande do Norte, pertencia ao tio da vítima.

Dentro do carro, foram encontrados documentos pessoais, celular e uma pequena quantia em dinheiro, o que a princípio tem afastado a hipótese de prática de latrocínio.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil que até agora, não se pronunciou sobre o caso.


Da Redação/Márcio Rangel

Nenhum comentário:

Postar um comentário