O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Cejusc de Guarabira alcança mais de R$ 2,5 milhões em acordos firmados nas audiências virtuais de 2021


 O Centro Judiciário de Solução de Conflitos – Cejusc, da Comarca de Guarabira encerrou o ano de 2021 com mais de 60% de acordos firmados em audiências virtuais, obtendo o montante acima de R$ 2,5 milhões (2.558.704,94). A produtividade divulgada pelo Centro demonstra que, no ano passado, foram atendidas 3.033 pessoas, realizadas 726 audiências virtuais e fechados 271 acordos (62,90%). Os números totalizam os resultados dos trabalhos envolvendo as Comarcas de Guarabira e Belém.

As ações efetivadas pelo Cejusc de Guarabira tiveram o apoio administrativo da gestão do Presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Desembargador Saulo Benevides, que tem como uma das metas investir na política da pacificação dos litígios por meio da conciliação, mediação e transação.

Em termos de produtividade por unidade judiciária, os dados registram que, em 2021, o Cejusc atuou em processos da Comarca de Guarabira, atendendo 2.450 usuários, realizando 577 audiências remotas, com a utilização da Plataforma Zoom, onde ocorreram 239 acordos, somando R$ 2,4 milhões, obtendo o percentual de 41,42,% de valores pactuados. Já na Comarca de Belém foram realizadas 149 audiências, firmados 32 acordos, com o montante de R$ 95.054,36, correspondendo ao percentual de 21,48%, sendo atendidas 583 pessoas.

“Isso é resiliência, na qual o Cejusc se adaptou às novas tecnologias sem perder a eficácia do resultado do Serviço Público, sendo esse o alvo. Continuaremos neste ano, em pleno funcionamento, seguindo os termos da Resolução 345/2021 do CNJ e a Resolução 30/2021 do TJPB, que adere ao Juízo 100% digital, é caminho sem volta", ressaltou o facilitador judicial e supervisor do Cejusc de Guarabira, Jesiel Rocha.

Conforme explicou Jesiel Rocha, a adesão à virtualidade torna a Mediação dinâmica, econômica, efetiva, solidária, seguindo o mesmo rito como se presencial fosse. Ele salientou que a forma presencial tem o calor humano, sendo insubstituível, mas com técnicas profissionais e Mediação aplicada, torna-se uma linha tênue entre Mediação presencial e virtual. “Diga-se de passagem que já realizamos Mediação com as partes e advogados há mais de 3000 km de distância, isso é inovação. Continuaremos resilientes às novas tecnologias e mudanças de paradigmas. Esse é nosso objetivo e missão, alcançar a excelência no atendimento”, pontuou.

Por Lila Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário