O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

PM e Bombeiros realizam manifestação em Guarabira e pedem saída do coronel Euler

 

Na tarde desta sexta-feira (14), integrantes da Polícia Militar e Bombeiros realizaram um protesto denominado ‘SOS Segurança Pública’, reunindo centenas de pessoas que se concentraram na Praça Lima e Moura em defesa de salários dignos e garantia de direitos.

Vestidos de preto, os policiais gritaram palavra de ordem, entre elas, pediram a saída do coronel Euler Chaves, comandante geral da Polícia Militar da Paraíba desde a gestão do então governador Ricardo Coutinho.

O evento contou as presenças dos deputados estaduais cabo Gilberto e Camila Toscano, do vice-prefeito de Guarabira, Wellington Oliveira e da vereadora de Guarabira, Isaura Barbosa, cujo esposo é policial militar. Todos tiveram oportunidade de falar e defenderam a luta das categorias.

O cabo Gilberto disse que embora parte das lideranças das categorias tenham aceitado a proposta do governo, não representa o sentimento da maioria, que quer continua a luta em defesa de salários dignos e direitos assegurados, que estão sendo vilipendiados. Gilberto disse que na próxima semana mais uma manifestação será feita em João Pessoa e que mais do que nunca os policiais estão unidos.

A deputada Camila Toscano, que votou contra o projeto do governo que afetou os policiais, disse que as categorias podem contar com o seu apoio e o seu voto na Assembleia Legislativa.

Depois dos pronunciamentos, os policiais e bombeiros marcharam pelas principais ruas da cidade e pediram o apoio da sociedade.

Ausência de Raniery Paulino

Também deputado estadual com atuação em Guarabira e região, Raniery Paulino não estava presente na manifestação em defesa dos policiais e bombeiros. Alguns chegaram a chamar o deputado de traidor da polícia, por ele ter votado a favor do projeto do governo e prejudicar as categorias.

Raniery é vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, mudando radicalmente o discurso. Paulino chegou a liderar a bancada de oposição contra o governador e assinou pedido de impeachment de João Azevedo e da vice-governadora Lígia Feliciano e agora faz defesa “canina” de João.

25Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário