O que mais nos agrada nos nossos amigos é a atenção que eles nos dedicam". (
Tristan Bernard )

sábado, 7 de agosto de 2021

João Azevêdo inaugura Creas em Alagoinha


O governador João Azevêdo encerrou sua agenda de visitas à região do Brejo, nessa sexta-feira (6), com a inauguração da nova sede do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) de Alagoinha, que teve investimentos na ordem de R$ 410 mil.

O prédio do Creas de Alagoinha possui área total de 700 metros quadrados sendo 216,60 m² de área construída. O espaço tem duas salas de atendimento individual, duas salas de atendimento familiar, um auditório para 26 pessoas sentadas, uma sala de coordenação, recepção, cozinha, área de serviço coberta e quatro banheiros, sendo dois deles adaptados para PNE (Portadores de Necessidades Especiais).

Na ocasião, o governador João Azevêdo comentou sobre a satisfação de entregar a nova sede do Creas de Alagoinha. “Este equipamento já funcionava nessa região, mas a partir de agora ganha esta nova sede com toda a estrutura necessária. Esse Creas atende diversas cidades e se caracteriza como mais um espaço que cuida das pessoas. Fico muito feliz em poder vir aqui entregar essa obra”, frisou.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), Tibério Limeira, a nova sede do Creas representa muito para a população. “A obra ficou com muita qualidade e vai fortalecer a política pública de assistência, principalmente no atendimento às pessoas que já tiveram seus direitos violados e precisam do acompanhamento do psicólogo, do assistente social, do educador para, de alguma maneira, trabalhar a reparação dessa violação de direitos”, afirmou. 

O adolescente Cauã Matos, de 15 anos, foi atendido pela equipe do Creas e afirmou que o auxílio dos profissionais foi de extrema importância na vida dele. “Quando minha mãe morreu, fiquei com sintomas de ansiedade e depressão. Foi a equipe do Creas que me ajudou. Fui atendido pela psicóloga e pela assistente social que me orientaram e me livraram daquele estado depressivo. Só tenho a agradecer”, relatou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário